sábado , 17 agosto 2019
Home / Golf / Golf faz 45 anos. Conheça a história do VW

Golf faz 45 anos. Conheça a história do VW

Volkswagen Golf chegou às ruas em maio de 1974, mesmo ano em que a Alemanha foi campeã do mundo.

EM 45 ANOS DE VIDA, VOLKSWAGEN GOLF ESTÁ NA SÉTIMA GERAÇÃO E PERMANECE COMO O CARRO MAIS VENDIDO DA EUROPA

Alemanha, 1974. O país, ainda dividido, sediava a décima edição da Copa do Mundo. O time da Alemanha Ocidental foi para a final contra a Holanda. E levantou a taça de campeã, após vencer os holandeses no dia 7 de julho, por 2×1, em Munique. Do lado de fora do estádio, também havia outros motivos para comemorar. Dois meses antes, em maio, as primeiras unidades do Volkswagen Golf começaram a ir para as ruas. Não demorou para conquistar o mundo. O modelo está completando 45 anos muito bem vividos, e permanece como o automóvel mais vendido da Europa.

A primeira unidade do hatch saiu da linha de montagem no dia 29 de março de 1974. Como o Passat (de 1973) e o Scirocco, trazia motor transversal e tração dianteira, uma evolução diante do best seller Fusca, que ainda dominava com sua mecânica refrigerada a ar e tração na traseira. Giorgio Giugiaro assinava o estilo.

Apenas dois anos depois, o modelo já completava 1 milhão de unidades vendidas. O feito foi obtido em outubro de 1976, ano do nascimento da versão esportiva, GTI. Antes da virada da década, a Volkswagen ainda lançou o Golf Cabriolet, em 1979. O modelo permaneceu por muito tempo como o conversível mais vendido do mundo.

A segunda geração do Golf surgiu em agosto de 1983. Além mais espaço interno, o hatch recebeu várias tecnologias inovadoras no decorrer da década, caso do catalisador (1984), freios ABS (1986), direção hidráulica e até tração integral (Syncro, também em 1986).

A terceira geração nasceu em agosto de 1991, com um importante avanço no quesito segurança. Em 1992, o modelo recebeu air bags frontais. E, quatro anos depois, chegaram os air bags laterais. Foi nessa geração do Golf que nasceu também a versão VR6, com motor de seis cilindros em V. Outra novidade introduzida nos anos 90 foi o controlador de velocidade.

O ABS, que era opcional na segunda geração, passou a ser de série a partir de 1996. Foi também nessa geração que nasceu a perua Golf Variant.

A quarta geração chegou em 1997, numa época em que a Volkswagen estava imprimindo um novo design a seus veículos. Sob a direção de Hartmut Warkus, chefe de Design do Grupo Volkswagen, o Golf recebeu linhas claras e precisas. O modelo recebeu controle de estabilidade em 1998. No mesmo ano, estreou o sistema de tração integral 4Motion.

No ano seguinte, o controle de estabilidade (ESC) tornou-se item de série no Golf vendido na Alemanha. Em 2002, o modelo recebeu motor com injeção direta de gasolina (FSI) e air bags do tipo cortina.

Ainda no mesmo ano a Volkswagen lançou a versão esportiva R32, capaz de atingir 250 km/h. O modelo foi o primeiro a receber o câmbio de dupla embreagem (DSG), em 2003.

O Golf de quinta geração chegou ainda em 2003, trazendo como uma das novidades invisíveis a solda da carroceria a laser. De acordo com a Volkswagen, graças ao uso dessa tecnologia a rigidez torcional aumentou 35% em relação à geração anterior. Em termos de conforto e estabilidade, o hatch estreou uma nova suspensão traseira four-link, câmbio automatizado de dupla embreagem e sete marchas, faróis bixenônio, sensor de chuva e teto solar panorâmico.

Em 2004, foi lançado o primeiro Golf GTI com motor turbo de injeção direta. Dois anos depois, a Volkswagen lançou o primeiro TSI que combinava turbo e compressor mecânico. Outras derivações importantes foram o Golf Plus (2006), o aventureiro CrossGolf e o econômico BlueMotion, ambos em 2007.

A sexta geração do Golf durou apenas quatro anos (de 2008 a 2012), e também teve enfoque no aumento da segurança. O hatch recebeu cinco estrelas no crash test do EuroNCAP. Uma das inovações foi o air bag de joelhos para o motorista. O modelo ganhou também tecnologias como estacionamento automático e auxiliar de partida em rampa.

A sétima geração do hatch é a atual. Estreou em 2012, com uma importante redução de peso. Graças à adoção de aços de alta resistência, o modelo ficou cerca de 100 kg mais leve. Isso melhorou consumo e desempenho. O modelo passou a ser produzido no Brasil em 2016.

Fonte: Jornal do Carro

Sobre Luiza Saigg

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *